dddddddddd

dddddddddd

Slider

Intro AD

D'Alessandro fala sobre novo desafio na carreira e projeta "clube e torcida" unidos para que se obtenha sucesso em 2017

Foto: Divulgação / Inter

Após empréstimo de uma temporada atuando no River, D'Alessandro não esconde que neste ano viverá um momento diferente. “Sempre é um desafio. O torcedor deu suporte para a história do Clube e ele está preparado, o torcedor fez uma campanha ano passado impressionante acompanhando o time, dando suporte e apoio. Esse ano não será diferente, acredito que será muito melhor. Pessoalmente é um desafio diferente dentro do Clube e um dos mais importantes.”, revelou o meia.



O ídolo colorado foi recepcionado por milhares de torcedores no Aeroporto Salgado Filho na sua volta ao clube. A festa lembrou a chagada do jogador ao Inter em 2008. “Eu não tenho o que falar, só agradecer ao torcedor pelo apoio, por me acompanhar nesse ano que fiquei fora. Sinto essa vibração do torcedor colorado, sentia mesmo não estando no Clube. O carinho pelo Inter é muito grande, tudo isso com uma coisa muito grande que é ter ganho títulos aqui no Clube. Quando acabar a minha carreira, os títulos ficarão, assim como o carinho pelo Clube e pelo torcedor”, agradeceu.


Com o nome marcado na história do clube, D'Ale conquistou Campeonatos Estaduais, uma Recopa Gaúcha, uma Copa Sul-Americana, uma Recopa Sul-Americana e uma Libertadores da América. Além destes, conquistou dois títulos individuais: melhor jogador da américa pelo Jornal El País, em 2010 e de melhor estrangeiro no futebol Brasileiro em 2013. 

Atuando desde 2008 com a camisa do Inter, o jogador diz que tem duas casas: uma em Porto Alegre e outra em Buenos Aires. Depois de conquistar dois títulos com a camisa do River, o momento é de pensar somente em Inter: “Minha volta aqui é diferente, me sinto em casa, já tenho uma estrutura aqui como família, não preciso de mais nada, só do Clube, família e amigos. Os filhos voltarão ao colégio novamente. Voltar a morar em Porto Alegre e ter esse relacionamento com quem me ajudou é muito importante”, confessou o argentino.

No primeiro jogo treino do Inter no ano, diante do Inter de Lajes, o meia foi comunicado por Zago que seria o capitão do time. Ele falou sobre o que espera da temporada e as primeiras impressões do trabalho da comissão técnica. “Temos um treinador novo, a gente vai completar duas semanas de treinamento, precisamos de tempo. Nós todos sabemos que uma idéia de jogo tem que ser absorvida pelos atletas e isso só com tempo. O que mais importa para mim é o Campeonato Brasileiro, não podemos deixar nada de lado, mas temos que usar Campeonato Gaúcho e Primeira Liga como preparação para chegar no Brasileiro, fazer-se forte dentro de casa, fazer a diferença junto com o torcedor e fazer uma campanha boa para, no fim do ano, alcançar o objetivo”, reconheceu o jogador.

Projetando o futuro, o atleta imagina um longo caminho, mas que necessita de união dos jogadores, grupo, torcida e direção para que se obtenha tenha sucesso. “O torcedor sabe que é um ano diferente, um ano difícil, ano passado foi muito complicado. É outra vida, outro ano. Precisamos que apoiem como apoiaram ano passado quando o time precisou,que nos levem a ser fortes dentro de casa. Após os 90 minutos, se não conseguirmos os objetivos, eles têm a obrigação e o dever de reclamar e cobrar o atleta, mas nos 90 minutos precisamos deles, que tenha a força do ano passado para nos acompanhar”, concluiu D’Alessandro.  
D'Alessandro fala sobre novo desafio na carreira e projeta "clube e torcida" unidos para que se obtenha sucesso em 2017 D'Alessandro fala sobre novo desafio na carreira e projeta "clube e torcida" unidos para que se obtenha sucesso em 2017 Reviewed by Revista on janeiro 27, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário